segunda-feira, 13 de junho de 2016

O BLOG DO MARCONDES MORENO ESTÁ DE VOLTA,  PARA MOSTRAR A POLITICA COMO ELA É, SEM MEDO DE CONTRARIAR AS MAUS INQUILINO DA POLITICA.  CONTO COM VOCÊ!

Postado segunda-feira, junho 13, 2016 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

terça-feira, 15 de dezembro de 2015


Postado terça-feira, dezembro 15, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

Com o objetivo de informar a população sobre as ações públicas, a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, lança nesta segunda-feira (14), o Blog da Gercom (Gerência de Comunicação) do município. No novo endereço eletrônico, o internauta poderá encontrar numa mesma plataforma, as coberturas jornalísticas, os vídeos e as fotos dos eventos da gestão. Além dos áudios, do programa de rádio institucional, Bom Dia Santa Cruz.

Com informações integradas de todas as secretarias do governo, o Blog da Gercom entra no ar com mais de 90 postagens e será mais um canal de comunicação direcionado à população. “Além das redes sociais já existentes, o blog será também um elo entre a população e o governo, uma vez que possibilitará a todos os santa-cruzenses o acompanhamento dos trabalhos da gestão”, declarou a secretária de Governo, Priscilla Ferreira.

Segundo o secretário executivo de Comunicação, Geraldo Moura, a opção pelo blog deve-se a sua rapidez e facilidade na atualização diária. “A nossa intenção é levar a informação de forma mais rápida e acessível aos usuários da internet. O blog nos possibilitará reunir as ferramentas de mídia que até então estavam espalhadas em outros endereços, a partir de agora o cotidiano da gestão passará primeiro pelo Blog da Gercom”, frisou o jornalista.


A blogosfera, termo que representa o mundo dos blogs, como uma comunidade ou rede social, cresceu em ritmo acelerado ultimamente. De acordo com a empresa de análise de dados online Sysomos, o Brasil é o quarto país em termos de usuários. O blog da Gercom poderá ser acessado pelo endereço eletrônico www.gercomscc.blogspot.com.br ou pelos provedores de busca.

Postado terça-feira, dezembro 15, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário


Postado terça-feira, dezembro 15, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB) entregou, nesta segunda-feira (14), fardamento para 30 novos integrantes que foram contratados para serem incorporados à Guarda Municipal, como parte de uma das ações de fortalecimento da segurança pública do município.

Edson destacou que o poder público está respondendo a altura às reivindicações da população, e espera que os munícipes também contribuam no combate à criminalidade, inclusive, valendo-se de uma nova ferramenta também implantada através da Secretaria de Defesa Social, que será um número com o aplicativo “Whatsapp” para que se possam realizar denúncias.

“A gente também pede que as pessoas usem seu Whatsapp para ajudar, não usem para passar informações equivocadas. Elas têm a oportunidade de contribuir com a Guarda e cada cidadão também é um parceiro nesta ação”, frisou o prefeito.

Durante a entrega do fardamento aos novos guardas, o secretário de Defesa Social, Major Sena, também explanou sobre as ações de fortalecimento da segurança pública do município e de como os  município. Segundo Sena, o trabalho da guarda é realizado de forma permanente e os novos homens serão distribuídos, sobretudo no centro da cidade.

“A secretaria está de portas abertas para quem quiser nos visitar, trazer sugestões, críticas, e conhecer a nosso trabalho na Defesa Social, isso aqui é do povo”, afirmou o secretário Major Sena. 

Whatsapp – Guarda Municipal: 8186-9293


Postado terça-feira, dezembro 15, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

À medida em que o calor vem aumentando na nossa região, cresce também o interesse dos comerciantes do Moda Center Santa Cruz em executar o projeto de cobertura dos becos das lojas laterais do centro de compras.

Desde que a concepção foi aprovada em assembleia condominial, quatro estruturas já foram instaladas, aumentando a satisfação dos comerciantes e clientes.

Atualmente, mais duas estruturas estão em processo de fabricação. Ao todo, o projeto visa cobrir os 28 becos do empreendimento, visando oferecer um melhor acolhimento, especialmente em dias de sol forte ou chuva.


Para aderir, os interessados devem fazer um acordo com seus vizinhos lojistas, para ratear as despesas, e em seguida procurar a Gerência Geral, que supervisiona a execução da obra. Mais informações: (81) 3759-1017.

Postado terça-feira, dezembro 15, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

Enquanto o Blog Sulanca News faz seus ajustes e suas mudanças, estaremos postando no blog do Marcondes Moreno, para deixar os leitores atualizados.

Agradeço a compreensão.

Postado terça-feira, dezembro 15, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

terça-feira, 10 de novembro de 2015


Quando eu era criança, tinha o apelido de Ratinho e isto nunca foi um problema psicológico, embora minha mãe ficava irado com quem me chamasse assim. Chamávamos nossa irmã de Marta Barata, o mais velho de Melô, enquanto o mais novo era chamado de Bengüê e meus amigos tinham apelidos, sobretudo, adquiridos na escola e ninguém cresceu paranoico por isso.

Um apelido se devolvia com outro, e lembro que era muito divertido. Conheci muitas pessoas que atendiam nas ruas quando chamados por seus apelidos: Peba, Teju, Telha, Palaquê, Oi de Jipe, Caraôi, Cu de Calango, Zé Baixin, Zé Goiaba, Goiabão, Boca de Jacaré, Lagartixa, Ziguela, Caco de Torra Bufa, Pedro Canta Galo, Galo, Zé Cu Duro, Zé Pinico, Zé Cueca, Zé Bocão, Piaba, Zé Cachorra, Tampinha, Zefinha do Pezin, Pezin, Meu e Tira o Óculos.

Tinha mais: Fanta, Papaco, Neguin de Rosa, Zé Camelo, Ferrugem, Piolho, Sabonete, Ploc Monstro, Julio Negão, Nanôia, Cuzcuz, Arroz, Macarrão, Cabeção, Bode, Carniça, Cocada, Cunhão, Zé Rolinha, Cobra, Zé Rolão, Algaroba, Casca de Peido, Angú, Pirão, Macacheira... A lista é infindável.

Quando se aceitava o apelido, ele não pegava. Todos sabiam disso. O gordo, o negro, o gay, o baixinho, o grandão, o olhudo, o boca grande, o cabeçudo, o magro...Estes e outros tipos nunca escaparam dos apelidos.

Nós não sabíamos nem o que era psicólogo, muito menos sobre leis. Sabíamos apenas que existiam dois caminhos a seguir: o bem e o mal. Nossos pais, mesmo humildes e sem grandes conhecimentos sabiam do básico. Eles nos ensinaram a trilhar o caminho da honestidade, do correto, do certo a fazer, e tínhamos limites e nenhum ousava querer  o que não era seu, muito menos pegar no quer era dos outros.

Grande parte de minha geração, deixou de ir a escola, mas não foi por buling e, sim, por tínhamos que trabalhar para ajudar no sustento da família. Levar merenda para a escola é privilegio de poucos, a não ser uma fruta ou mesmo pão com mortadela, quando se tinha sobrando em casa.

O mais importante era agarrar as oportunidades, e pouco nos importava a zoação ou tiração de onda por parte dos amigos. Não nos isolávamos quando estávamos tristes, pelo contrário, íamos brincar com os amigos e muito deles, que estávamos de mal. Se não tínhamos alimentos suficiente em casa, pescar e caçar era saída, ou ir pro mato em busca de frutas, legumes ou qualquer coisa que matasse a fome.

Enfim, vivíamos uma vida simples e cheia de dificuldades, mas não havia lugar para a tristeza ou que chamam hoje de depressão.

O que falta hoje é diálogo entre pai e filhos. Uma boa conversa cara a cara, um abraço, um beijo, uma boa risada e muita atenção são remédios que não se vende em farmácia, não custa nada e cura quase todos os males psicológicos dos dias atuais.


M.M. 

Postado terça-feira, novembro 10, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Lembrando do amigo Mané do Blog

Confesso que é muito estranho visitar o cemitério e ver a foto de Emanoel Glicério entre os mortos, soa esquisito e estranho, pois não sinto Mané como alguém que morreu...

Sinto-o vivo e ativo, pensativo e postando suas matérias e opinando sobre as coisas de Santa Cruz do Capibaribe. Não sinto tristeza nem melancolia, muito menos revolta, apenas uma doce saudade, por que não acredito no fim com a morte, vejo como um recomeço.


Recentemente sua mãe, dona Lurdes, nos deixou e foi para o outro mundo, e com a permissão de Deus, terá seu reencontro com o filho amado. Hoje é um dia em que escolhi apenas a saudade e as lembranças dos amados que já não estão conosco. 

Postado segunda-feira, novembro 02, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

domingo, 1 de novembro de 2015

Lembrando dos amigos e familiares que se mudaram para a outra vida!

Amanhã, dia 2 de novembro será mais um Dia de Finados, que prefiro chamar de Dia da Saudade.

É inevitável não ficar triste e não lembrar daqueles que marcaram nossas vidas e que já não estão entre nós fisicamente. Particularmente tenho muitas lembranças de algumas dessas personalidades.

Como esquecer minha amada mãe Geovana e seu olhar atento de preocupação com os filhos, o sorriso largo do meu pai Mané do Calçamento e o amor ao próximo de minha avó materna Antonina.

Tia Maria e seu “medo” de morrer, a bondade de tio Dedé, a voz do cantor e amigo Robério Souza, o jeito esquisito e talentoso do amigo Mané do Blog, o sorriso de Geraldo Costa, as tiradas inteligentes do professor Jorge, as intervenções da amiga Avani Lopes e o talento que saltava aos olhos de Betania Aragão.

As brincadeiras de Pedro Canta Galo, a seriedade de Seu Luiz do Ypiranga, as piadas de Raimundo Catanha, o entusiasmo de Dilson Holmes, os palavrões de Inácio Caraôi, a beleza de Regiane e Daniela Bezerra, o luta de Ary Barbosa pelo futebol de Santa Cruz e um amigo de infância que atendia pelo apelido de Turiba.

São tantas pessoas que de vez em quando chega à lembrança, que me faz acreditar ainda mais na vida, e não dá importância a morte, que tem seu único papel.


A morte tem apenas uma finalidade... Já na vida nós temos o dom de dar a ela milhares de finalidades.

Postado domingo, novembro 01, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

Incrível como as boas iniciativas sofrem para se transformar pelo menos em tentativa, para depois virar uma ação. Por já ter quase vinte anos de jornalismo político, decidi contribuir com o Legislativo de Santa Cruz e pensei: por que não repassar ideias para alguns vereadores. E assim fiz.

Pensei em algo que beneficiasse em caso de urgência hospitalar, e repassei a ideia para um vereador e nada... Depois para outro... Nada. Partir então para o terceiro representante do povo... E até agora, nem resposta obtive.

A ideia seria o seguinte: A criação de um Banco de Sangue Municipal. Em parceria com o EMOPE, se criaria no Hospital Municipal, o Banco de Sangue de Santa Cruz do Capibaribe, que funcionaria de forma simples. Todo Servidor Público que doasse sangue, teria direito a dois expedientes de folga, ou aos faltosos, que teriam que compensar com a doação de sangue. A partir daí, toda transferência de emergência oriunda do Hospital Municipal, a depender do caso, levaria consigo uma quantidade de sangue para as suas necessidades.

Qualquer cidadão poderia também fazer sua doação diretamente no banco de sangue de sua cidade, enquanto uma campanha permanente seria feita através dos meios de comunicação local. 

Assim todos sairiam ganhando, e o EMOPE que sofre com escassez de sangue em seu banco, poderia recorrer ao hospital de Santa Cruz.


Fica a dica que pode ser implantada em qualquer cidade da região. 

Postado domingo, novembro 01, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

 

Postado sexta-feira, outubro 02, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

No dia 30 de setembro estive na capital pernambucana, onde participei do II Alepe Digital, que entre outras coisas boas, trouxe como palestrante o jornalista Geneton Moraes Neto.

Tive a oportunidade, chegando mais cedo do almoço ao local da palestra de estar com ele durante vinte minutos, tempo que eu soube aproveitar muito bem diante da importante personalidade do jornalismo brasileiro. Aproveitei também para gravar uma entrevista sobre sua passagem por Recife, Tv, cinema e claro, jornalismo.

O que me impressionou em Geneton foi sua lição de humildade ao tratar a todos sem estrelismo e sinceridade em suas palavras, sempre acompanhadas de um sorriso e bom humor.

Recifense, pernambucano e Nordestino como nós, Geneton Moraes Neto, falou de suas experiências jornalísticas, deu sugestões e foi contundente ao descrever os bastidores de algumas entrevistas feitas com personalidades do Brasil e do Mundo.

Uma oportunidade aproveitada, um momento entendido como raro, e uma experiência há mais na vida deste comunicador.

Mas quem é Geneton Moraes Neto?

Trabalha na Rede Globo, no Rio, desde 1985. Iniciou-se na profissão como repórter do Diário de Pernambuco, em 1972. Entre 1975 e 1980, foi repórter da sucursal Nordeste do jornal O Estado de S.Paulo. Trabalhou na Rede Globo Nordeste como repórter e editor. Transferiu-se para o Rio em 1985. Já foi editor do Jornal da Globo e do Jornal Nacional, correspondente do canal Globonewse do jornal O Globo na Inglaterra, além de repórter e editor-chefe do programa dominical Fantástico. Ganhou o Prêmio Embratel de telejornalismo de 2010 com as entrevistas com os generais Newton Cruz e Leônidas Pires Gonçalves, exibidas no programa Dossiê Globonews. Ao receber o prêmio, disse, em texto publicado no portal G1: "Não se faz Jornalismo com tédio. Faz-se com devoção. Jornalista existe para levantar – não para derrubar – assuntos". Dirigiu, em 2010, o documentário Canções do Exílio, exibido noCanal Brasil, com depoimentos de Caetano VelosoGilberto GilJorge Mautner e Jards Macalé sobre o período em que viveram em Londres. Recebeu da Academia Brasileira de Letras (ABL), em 2012, a Medalha João Ribeiro, concedida anualmente a personalidades que se destacam na área da cultura. Dirigiu o primeiro documentário de longa metragem produzido pela Globonews: Garrafas ao Mar: a Víbora Manda Lembranças. Com uma hora e vinte de duração, o documentário reúne entrevistas gravadas ao longo de vinte anos de convivência com o jornalista Joel Silveira, tido como o maior repórter brasileiro. Garrafas ao Mar foi exibido pela Globonews, sem intervalos, no dia dois de fevereiro de 2013. Em dezembro, o jornal O Globo elegeu Garrafas ao Mar como um dos "dez melhores programas" exibidos pela TV brasileira em 2013. Também em 2013, dirigiu, na Globonews, o documentário Dossiê 50: Comício a Favor dos Náufragos - com gravações em áudio e vídeo feitas com todos os onze jogadores que enfrentaram a Uruguai na decisão da Copa de 1950, no Maracanã. Em 2015, dirigiu o documentário Cordilheiras no Mar: a Fúria do Fogo Bárbaro, ganhador do Prêmio Especial do Júri no 25 Festival Ibero-americano de Cinema, realizado em Fortaleza. O filme trata da grande polêmica provocada que Glauber Rocha provocou ao oferecer apoio ao projeto de abertura política anunciado pelo general Ernesto Geisel.

Postado sexta-feira, outubro 02, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

quarta-feira, 23 de setembro de 2015


Postado quarta-feira, setembro 23, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário

sábado, 22 de agosto de 2015


Postado sábado, agosto 22, 2015 Por Blog do Marcondes Moreno

Nenhum Comentário